As abelhas são mais um exemplo de coisas quase mágicas que acontecem na natureza. As abelhas produzem o mel a partir do néctar que elas coletam das flores. Elas guardam o néctar na bolsinha que têm no corpo e, quando chegam na colmeia, misturam nele dois tipos de enzima, que elas produzem em glândulas localizadas na cabeça. De uma maneira simplificada, uma enzima transforma o néctar para ficar ainda mais doce e a outra deixa ele mais ácido, para impedir que ele fermente. 

Quem produz o mel, alimento das abelhas, são as Operárias. Então além das milhões de tarefas que as Operárias já fazem, como cuidar da Rainha, cuidar das Larvas, coletar o próprio néctar e o pólen, e proteger a entrada da colmeia, elas produzem o mel. Existem mais de 16 mil espécies de abelhas que produzem mel com diferentes gostos e colorações, dependendo da flor que elas coletam o néctar e da quantidade. Há uma estimativa de que uma abelha produz cerca de 5 gramas de mel por dia. As Operárias, que são a maioria numa colmeia, vivem entre 45 a 60 dias. Então podemos dizer que uma abelha pode produzir cerca de 300 gramas de mel durante a sua vida. Como nenhuma abelha vive sozinha, pode haver entre 25 mil até 80 mil abelhas Operárias em uma colônia. Sendo assim uma colônia pode produzir até 24.000 quilos de mel.

Reposta da bióloga Rachel Azzari